sábado, 26 de janeiro de 2008

Escrever?

A Ana e o Mineiro andam me cobrando novos textos. Esses dois são meus únicos leitores fiéis, acho mesmo que eles são meus únicos leitores mas já não importo mais com esta coisa de “será que estão lendo o que eu esrevo?”. A verdade é que escrever é um ato solitário e egoísta. Uma vez assisti uma entrevista com um poeta e ele disse justamente isto, ele dizia que o poeta, o escritor em geral, é um ser aflito, um atormentado, que tem nos textos que escreve uma fuga, uma maneira de despejar sobre o leitor todas as suas aflições. Escrever, então, seria um ato egoísta e até cruel para com o leitor. Hoje compreendo e até concordo com aquele poeta, do qual não me recordo o nome mas não me esqueço do rosto, pois eu que não sou nenhuma poetisa só consegui escrever alguma coisa que presta quando estou com raiva, triste, nervosa, meus textos são sim desabafos. E não me importa se dois ou três, ou mil pessoas vão ler, o simples fato de postar aquilo parece me tirar a responsabilidade das costas, é como se eu tivesse transferido o que me incomoda para outro alguém. Ao mesmo tempo, ver amigos queridos, que adquiri através do blog, me cobrarem textos porque gostam de me ler e sentem falta é algo maravilhodo e extremamente gratificante. Todos podem escrever. Quem acha que não sabe ou consegue escrever é porque não sofreu o necessário. Certa vez perguntaram ao Gabriel Garcia Marquez (acho que foi a ele que perguntaram) o que era necessário para escrever tão bem. Ele respondeu: “Sofra”.
Escrever é desesperar-se e aliviar-se.

5 comentários:

Ana Luiza Campos disse...

E cada linha, cada conjunto das TUAS PALAVRAS são lindos...
Adoro "te" ler, rs!
Bjo xará :)

*Mr. Tambourine* disse...

É, nada como sofrer para escrever, por isto a necessidade de ser masoquista!!!

Ainda bem voltaste! Tava fazendo falta!!!

bjao!

Emílio Moreno disse...

Agora você tem 3 leitores. Sou o mais novo. Concordo fielmente quando você diz 'e não me importa se dois ou três, ou mil pessoas vão ler'. Foi exatamente esse o meu sentimento quando criei o meu blog. Ele continua o mesmo, só os meus leitores que aumentaram. Parabéns pelos textos. E como acabei de chegar, uma pergunta: quando teremos um novo texto.
Grande abraço

Emílio Moreno disse...

Esqueçi de comentar, mas meu blog é: www.liberdadedigital.com.br

Luiz Fernando disse...

Pirei!!! Me deu vontade de escrever...Bjo linda...