sexta-feira, 30 de maio de 2008

Santa Teresa niteroiense




Ontem caminhava pelo calçadão, como de costume, quando resolvi sair da minha rota diária e entrei pelas ruas do bairro de Boa Viagem. Para os leitores que não conhecem, Boa Viagem é um bairro de Niterói às margens da Baía de Guanabara. Eu nunca tinha feito esse caminho, não sabia o que ia encontrar direito. Maravilhosa foi a minha surpresa quando ao entrar na rua me deparei com vários casarões do final do século XIX e início do XX, a maioria precisando de reformas e cheirando a gato, mas todos lindos e imponentes. Aí percebi que todo o bairro era cheio desses casarões e que, não fosse pela falta de ladeiras, a Boa Viagem me lembra muito Santa Teresa (um bairro histórico e rico em casarões e expressões culturais do Rio de Janeiro).
Boa Viagem, o nome já diz tudo! Ao andar por aquelas ruas, fiz uma viagem no tempo. Nós pouco reparamos no que está à nossa volta. Eu moro aqui há 21 anos e não conhecia aquele lugar, ou pelo menos não tinha reparado nas suas belezas. Viver bem é muito barato, basta que nós consigamos perceber o óbvio e fazer silêncio pra ouvir o que os sons que nos rodeiam estão dizendo.
Você já foi até a janela hoje e parou por pelo menos 10 min pra ver o céu, pra olhar um passarinho, ou simplesmente para parar? Este devia ser o nosso exercício diário!

3 comentários:

*Mr. Tambourine* disse...

Ei Ana!
Então, sempre faço isto. Minha avó sempre fala que é bom mudarmos de caminho de vez em quando. Diz que faz bem ver coisas novas e realmente faz.
O único problema é se empolgar demais e ficar perdido.
Tenta entrar por outra porta no trabalho ou na faculdade. Sempre há alguma novidade. Afinal, a beleza da vida está nas pequenas coisas.
Beijo.

*Mr. Tambourine* disse...

Cadê a atualização?
To esperando ansiosamente.

Pois é, estou misterioso.
Mas não é de "marra" não.
É porque a vida está tomando caminhos que nem eu mesmo sei quais são.

Beijos

Cristiano disse...

vou ficar com ciume desse tambúrim, temos que visitar essa ígreja.
bjs