sábado, 23 de junho de 2007

Ontem, hoje, amanhã.


Até ontem eu estava borocoxô...
Até ontem eu achava que nada dava certo.
Até ontem eu pensava que estava fadada ao fracasso.
O bom da vida é que o ontem deixa de o ser quando vem o amanhã, que é hoje. E hoje eu acordei feliz, hoje a Pris deu uma cara nova pro meu blog (o que, de alguma maneira mexeu com a minha auto-estima), hoje eu apaguei o post que tinha feito ontem.
Hoje eu lembrei que já ganhei flores um dia, e da única pessoa que realmente importa neste caso.
Hoje eu pude respirar e ver que ontem acabou, passou, e que o amanhã me espera. E pro amanhã eu vou de humor novo, blog novo, esperanças e realizações novas.
Já dizia a minha sábia avó: não há mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe.

3 comentários:

Priscilla Santos disse...

recebeu suas flores, lembrei. sua avó também dizia que (não desminta) (vírgula ou dois pontos) o que não tem remédio, remediado está... .

Ana Luiza Paes Araújo disse...

pois é!
estas flores eu tinha recebi há muito tempo, mas já não lembrava. Aí ontem fui nos meus guardados ver se acahava algum texto meu que prestasse, porque estava com preguiça de escrever, e acabei achando-as.
fiquei feliz e parei com as minhas neuras.

Carlos disse...

Ciclotímica!...