sábado, 30 de junho de 2007

Universidade de formação de militantes


ULB

"A Universidade Leonel Brizola (ULB) é um projeto pioneiro entre os partidos brasileiros e utiliza de tecnologia - via satélite - principalmente, para ministra aulas à distância. Num primeiro momento a grade curricular será voltada para fomentar a capacitação política de militantes e dirigentes partidários. Em um segundo momento, de acordo com o programa inicial, a ULB pretende misturar cursos de pós-graduação "Lato Sensu", com o devido registro do Ministério da Educação (MEC)".

Fragmento retirado do endereço: http://www.pdt-rj.org.br/paginaindividual.asp?id=229

Eu nem devia fazer comentários depois disto, mas a minha indignação não me permite o silêncio. Já não bastasse a tão aclamada "pluraridade" da política brasileira - é partido a torto e à direita - ainda essa agora!
Querem curso superior para formar milhares de Lupis, Garotinhos, Rosinhas, Brizolinhas...
Fico eu cá pensando, deve ter um lado bom nisso (nessas horas ter lido Polyana me ajuda a pensar no lado bom das coisas). Quem sabe esta será a única universidade onde não haverá disputas por C.A. entre partidos, já que a instituição pertence a um único partido, ou talvez "peleguismo" finalmente vire uma disciplina acadêmica - e aí finalmente todos ficarão felizes e realizados com o estudo aprofundado amplo uso da palavra, que sairá das bocas dos incultos pelos corredores de universidades e passará a ser objeto de estudo. Quem sabe? Pode ser que com uma universidade de formação de militantes o próximo presidente de esquerda saiba falar corretamente...
E o MEC... dando corda pra estas coisas. Ai, Ai, como é bom ser brasileiro!

5 comentários:

F F Moniz disse...

Olá! Sou novo aqui no Blogger. Sou escritor e busco amigos que tenham interesse em literatura. Quando tiver um tempo, visita o meu blog (ffmoniz.blogspot.com), ok? Um grande abraço e parabéns pelo seu blog!

Carlos disse...

Tomara que haja cadeiras como "Ética", "Responsabilidade e ethos aplicados à política", "Estudo e análise crítica dos problemas brasileiros" e outras coisinhas assim...
Quem sabe eles não acabam supreendendo a gente e transformando a ação política em algo apreciável e útil à sociedade como um todo (e não somente à sociedade dos amigos e confrades do partido - seja o partido qualquer que seja - afinal há partidos que conseguem ser ainda piores que o PDT)?...

Ana Luiza Paes Araújo disse...

Não entendo vc Macarrão! Não é capaz de crer em Jesus Cristo, mas acredita na boa fé do PDT!
Aff...

Carlos disse...

Como assim, não sou capaz de crer em JC? Eu acredito sim. Acredito em várias das coisas que ele pregou. Apenas não acredito em quatro coisas com referência a ele, e uma delas é decorrência das outras três:
Primo: não acredito que a mãe dele era virgem (embora entenda a confusão do pobre coitado: todo menino, e principalmente os meninos judeus, por uma questão profundamente edipiana, acredita que a própria mãe é virgem. Freud, que também era judeu, explica).
Secondo: não acredito que ele ressuscitou. Nem que ele morreu por nossos pecados. Mesmo porque um pressuposto invalidaria o outro. Se ele morreu por nossos pecados, deveria permanecer morto, para o sacrifício ter valor. Morrer de mentirinha para renascer três dias depois não chega a ser um grande sacrifício. Assim até eu...
Tertio: não acredito que ele seja filho de D´us porque Ele é único. Não tem família. Filhos, sogra, sogro, esposa, noras, cunhados, primos e primas... Só existe um D´us, então, não existem filhos ou fantasmas (ou espíritos) santos. E não tem nenhuma referência a isso no Tanach (Torá ou Pentateuco, Neviim ou Profetas e Ketuvim ou Crônicas & Reis formam o Tanach, que vocês chamam de Velho Testamento. Como se alguma coisa enviada pelo Altíssimo tivesse prazo de validade).
Quarto: Então não posso acreditar que Jesus seja o Messias. Mesmo porque em nenhum lugar está escrito que a mãe dele seria virgem, que ele morreria e / ou ressucitaria ou que D´us tinha filhos e família. Ou melhor, isso tudo só aparece escrito no "Novo Testamento". Ou seja, depois que a onça bebeu água é que resolveram escrever que ela estava com sede. Valor legal: nenhum. Valor espiritual: cada um acredita no que quiser.
E quanto ao PDT: eu não acredito em siglas. Acredito em homens e no que podemos ver de suas ações. Deve haver no PDT pessoas bem intencionadas, assim como também deve haver nos outros partidos. Não me filio nunca mais a essas sopas de letrinhas. Mas sempre vou torcer (e ter alguma pouca esperança) que de alguma ação resulte em algo de bom. Quem sabe um dia eles não me surpreendem?!...

Ana Luiza Paes Araújo disse...

Vamos lá. Sei que não vou te convencer, mas...
Quanto a necessidade da mão do messias ser virgem, não posso mostrar nenhum verso que diga isto no AT, mas o fato dela ser virgem é explicável. Deus queria que o cristo viesse ao mundo de forma milagrosa, e milhagre, você sabe, é a especialidade de Deus, Ele nunca poupou milagres - o seu povo é costuma acreditar na hora e logo em seguida fazer idolos de ouro para adorar (hahaha).
A trindade existe, e sempre existiu, pois é eterna: "O Senhor disse: Aqui está o homem, que pelo conhecimento do bem e do mal, se tornou como um de nós"
Percebeu o nós, na fala de Jeová??
Olha aí o mistério, como dizem os pentecostais!
Jesus morreu poruqe, como você bem sabe, só expiação de pecado por derramamento de sangue, e Ele sangrou sangrou até morrer e o seu sangue nos lavou e remiu. O fato de ter ressucitado não invalida o sacrificio, porque este ocorreu em vida (ele não pecou) e na hora da morte (morreu por morte de cruz sem ter nenhuma culpa).
Referências a Ele, sugiro a você a leitura de Isaías 9:5-6 e o capítolo 53 inteiro. Não vou transcrever aqui, pois vai ficar cansativo.
Desculpe, tenho facilidades para crer em Cristo, para crer na trindade, e na minha salvação. Aleluia!
Só não acho que o PDT tenha boas intenções fundando uma Faculdade de Formação de Militantes à distência. A corrupção vai ter diploma universitário agora!